terça-feira, 15 de setembro de 2015

Eu vou, e vá.

Então vamos dividir espaços, 
criar novos laços 
e jogar pro futuro as preocupações. 
Porquê o agora não volta,
e o tempo não para pra gente viver mais. 

Siga sem mim que eu sigo sem ti. 
Façamos as malas, 
tranquemos as portas 
e cada um pro seu lado, 
levando consigo um pedaço de amor inacabado.

Não espere que eu volte, 
não espere que eu siga. 
Nada espere. 
Faça apenas o seu, 
sem se preocupar se estou bem. 
Se eu não estiver, tanto faz. 
Vou continuar meu caminho em busca de paz.
E vou, também vá. 
Não espero que volte, mas espero  que vá. 
Para caso você não retorne, 
eu não volte a me decepcionar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 renata massa