sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Marcante

As fotos que tiramos
Mostram uma fantasia 
Algo que era real pra todos
Mas nós sabíamos que não era
Nós sabíamos que não duraria

Era totalmente aceitável
Uma divisão justa
Deixou de ser
Por que me importei ?
Um pequeno erro
Estragou todos os pontos
Como uma mancha num tecido novo

Sem volta, sem perdão
Sem lavagem ou conserto
Era uma tela de nós dois
Que cobria o verdadeiro 
Ser que não era o
Parecer que se foi

Farsa talvez não seja a palavra certa pra definir
Talvez um sinônimo
Não era tudo tão mentira
Não se constrói tecidos com linhas turvas
Mas nos construímos com panos escuros
Pra não deixar transparecer
Algo que não devia parecer
Com o "aparecer"

Não sabia que era um jogo sem volta
Parecia tão fácil
A tal troca justa
Se tornou injusta
Pela importância que eu dava 
Pra tua ignorância
Esse foi o tal erro
Sem espaço com final

Sem volta, sem perdão
Sem lavagem ou conserto
Era uma tela de nós dois
Que cobria o verdadeiro 
Ser que não era o
Parecer que se foi

Não deveria parecer real, foi algo que saiu do controle, 
Mas nós sabíamos que não duraria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 renata massa